Como o design pode contribuir para a imagem da sua empresa

As empresas possuem grandes dificuldades em entender o que é o design e como esta disciplina pode ajudar os seus negócios (obviamente, a contribuição pode ser em qualquer área da organização, mas aqui o foco será em comunicação e marketing). Isto ocorre independentemente de seu porte, mas sim da mentalidade dos profissionais que estão em seu comando – sim, existem empresas enormes, até multinacionais, que não se importam com a sua imagem corporativa.

O primeiro problema encontrado é que estes executivos / empreendedores pensam a sua comunicação apenas como peças singulares – “preciso de um cartão de visita, depois de um catálogo de produtos e, por fim, de uma nova embalagem para o produto X” –, portanto enxergam os preços do desenvolvimento como um custo operacional. Além disso, como produzem materiais aos poucos, as vezes com diferentes profissionais, não conseguem criar uma consistência na imagem da empresa.

O segundo problema é achar que não existe demanda – “ah, mas nós não temos muita demanda aqui, só precisamos de um novo website mesmo” –, quando na verdade existem muitas possibilidades, porém as oportunidades são mal exploradas. O novo website é apenas um dos inúmeros canais de comunicação possíveis. Como a sua empresa vende? Não precisa de algumas apresentações? Não participa de feiras e outros eventos? Não promove workshops? Isso sem falar de outros canais digitais, como e-mails marketing, mídias sociais e etc… Não adianta ter o melhor website e aparentar ser uma bela empresa, quando o vendedor destrói a sua imagem apresentando ao cliente aquele powerpoint ilustrado com clip-arts.

O terceiro problema é tentar economizar internalizando as tarefas – “ei, você que cuida do marketing, crie um folder da empresa para distribuir naquele workshop” –, pois muito provavelmente o novo encarregado não é especialista nesta função e o empreendedor não sabe exatamente o que ele quer, nem o que é bom, muito menos transmitir a sua mensagem corretamente. Assim surgem aqueles materiais amadores, que se tornarão a imagem da sua empresa.

Se o modo de pensar fosse invertido, para uma forma mais estratégica de comunicação integrada, perceberia que qualquer ação de comunicação deveria estar dentro de um padrão – (deveria ser criada uma estratégia e documentada em um guideline, o que chamamos de brandbook) e assim as peças começariam a compor uma mesma imagem, cada uma com a sua mensagem mas seguindo uma mesma identidade corporativa, não sendo mais um custo operacional, mas sim um investimento na imagem da empresa.

Por fim, contrate um designer ou uma agência de design e, principalmente, confie neles. Eles não estão imersos no seu negócio, trazendo pensamentos externos, levantando dúvidas que talvez sejam as mesmas do seu consumidor, e o melhor, eles tem experiência em toda esta criação de estratégia, planejamento de desenvolvimento das ações de comunicação da sua empresa.
Autor: Thales Fuzetti
Co-autor: Daniel Faulin

Documento próprio, com caráter educacional. Todo o conteúdo foi desenvolvido com base em pesquisa e experiência da agência. Compartilhe e divulgue, mas não se aproprie de forma ilegal do conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *