5 razões para iniciar o branding na sua empresa

Em diversas reuniões e bate papos com diretores e gerentes de importantes empresas, venho escutando a seguinte frase que está me chamando muito a atenção…

mas Daniel, por que a minha empresa precisa de branding sendo que nós trabalhamos com outras empresas e não o público final?

Muito bem! A minha resposta é simples. O branding precisa ser praticado em todas as empresas e não importa se ela é b2c ou b2b, ou o ramo de atividade em que atua e até mesmo o seu faturamento anual. Muitas vezes os gestores encaram o branding como um gasto desnecessário e não dão importância para este assunto, por isso, muitas empresas estão no mercado há anos e quando fazemos uma simples pergunta “Qual é a essência da sua empresa?” poucos sabem responder de primeira, sem firulas ou desculpas. Isso é um problema!

Outro ponto importante que vale ressaltar é que o branding complementa a estratégia de negócio, marketing e comunicação, atingindo todos os stakeholders, desde o colaborador da empresa, até o cliente final. Mas por que? Porque o objetivo do branding é gerar valor para a marca de uma empresa ou produto, com base na filosofia, ativos e no seu DNA. Através disso a sua marca terá maior relevância no mercado se diferenciando da concorrência e encantando o seu cliente.

 

Por isso é muito importante a organização pensar e praticar os cinco pontos abaixo:

1. Acerte a flecha no alvo
A proposta de valor da sua marca precisa ser clara o suficiente para o seu cliente entender a real importância para ele. Seja relevante no seu mercado, mostre que a sua organização tem um conceito forte e tem sim uma grande diferença da concorrência. Responda a seguinte pergunta “O que a minha empresa entrega de diferente do meu concorrente?”

2. Enquanto você dorme seu concorrente está pensando
O branding não foi feito para ser utilizado por alguns meses e depois ser esquecido. O branding é constante e você terá mais êxito se todos os dias a sua empresa praticá-lo de corpo e alma. Pense que os seus concorrentes estão criando alternativas para cativar o seu cliente de forma mais assertiva, porém se a sua proposta tiver um alto grau de relevância, dificilmente a sua empresa será descartável.

3. Empresas com personalidade vão mais longe
A marca é construída por diversos elementos, então esqueça daquele investimento apenas para o logotipo. Uma marca é construída através de experiências e sensações, ou seja, é o jeito de como ela pensa e age com seus clientes e colaboradores. Nada adianta participar de uma feira de negócios sem um objetivo claro ou criar catálogos institucionais apenas por criar. Tudo precisa ser pensado e precisa refletir a essência da sua empresa!

4. Gere valor na mente do seu público
A sua marca deve despertar interesse e encantar o seu público, por isso transmita emoções e sentimentos positivos, pois assim você será lembrado sempre! Uma experiência positiva fideliza e cria relevância na mente do consumidor, tornando-o um defensor da marca.

5. Branding é investimento
Com o branding, a sua marca irá brilhar mais e terá uma proposta de valor única, ou seja, enquanto todos navegam no oceano vermelho em um mercado altamente competitivo, você estará explorando outras possibilidades para se tornar exclusivo e ser relevante ao seu cliente. A marca irá gerar mais valor, além de reforçar a reputação da empresa. Outro ponto importante é a redução de investimentos que o branding proporciona, pois você irá se comunicar de forma mais adequada e assertiva.

Alguns exemplos de branding que fazem do nosso dia a dia: APPLE, FABER CASTELL, GOOGLE, IBM, LEVIS e GE.

 

Autor: Daniel Faulin
Co-autor: Thales Fuzetti

Documento próprio, com caráter educacional. Todo o conteúdo foi desenvolvido com base em pesquisa e experiência da agência. Compartilhe e divulgue, mas não se aproprie de forma ilegal do conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *